#1 TikTok Ads Spy Tool

A Better Way to Make TikTok Ads Dropshipping & TikTok For Business

  • Find TikTok winning products & TikTok dropshipping ads.
  • Analyze TikTok advertisers
  • Get the Latest TikTok Shop Data.
Try It Free

Descubra o segredo para cobrar pela Gestão de Google Ads e Facebook Ads

Published on: November 20 2023 by M2up

Descubra o segredo para cobrar pela Gestão de Google Ads e Facebook Ads

Table of Contents

  1. Introdução
  2. Opção 1: Cobrar um percentual do investimento do cliente
  3. Opção 2: Estabelecer um preço fixo para o serviço
  4. Opção 3: Cobrar por hora
  5. Análise das opções de cobrança
  6. Considerações finais

Opção 1: Cobrar um percentual do investimento do cliente

Quando se trata de definir o valor a ser cobrado pelo serviço de gestão de mídia, como o Google AdSense, Facebook Ads ou qualquer outra plataforma baseada em anúncios pagos por clique, é comum que tanto profissionais iniciantes quanto agências tenham dúvidas sobre como precificar seus serviços. Nesta opção, uma abordagem comum é cobrar um percentual do investimento feito pelo cliente na plataforma em questão. Essa porcentagem geralmente varia de 10% a 20% no mercado brasileiro.

Por exemplo, se você cobrar 10% do investimento do seu cliente e ele investir R$5.000 em anúncios no Facebook Ads, a sua remuneração será de R$500. Se o cliente aumentar esse investimento para R$10.000, sua remuneração será de R$1.000. Essa forma de cobrança é interessante, pois permite que tanto a empresa quanto a agência de marketing cresçam conforme o cliente investe mais. Porém, um ponto negativo é que se o cliente não investir muito, o valor recebido pode não ser vantajoso para a agência, especialmente considerando o trabalho envolvido em configurar e otimizar a conta de anúncios.

Opção 2: Estabelecer um preço fixo para o serviço

Outra opção é estabelecer um preço fixo para o serviço de gestão de mídia. Nesse caso, a agência define uma taxa fixa que será cobrada independentemente do valor investido pelo cliente. Por exemplo, a agência pode cobrar R$500 para gerenciar a plataforma de anúncios, independentemente de o cliente investir R$5.000 ou R$10.000.

Essa abordagem pode ser interessante para agências que desejam ter uma previsibilidade de receita e não querem basear seu valor na porcentagem do investimento do cliente. No entanto, é importante que a agência leve em consideração o valor mínimo que precisa receber para que o esforço e o tempo dedicados ao serviço valham a pena. O preço fixo pode variar de acordo com o tamanho do cliente, a quantidade de investimento ou a experiência da agência.

Opção 3: Cobrar por hora

Uma terceira opção é cobrar por hora de trabalho. Nesse modelo, a agência estima quantas horas serão necessárias para realizar o trabalho em questão e cria um pacote mensal baseado nessa estimativa, permitindo uma pequena variação para mais ou para menos. Essa forma de cobrança é comumente utilizada em serviços de consultoria, onde o profissional atua como um mentor para a empresa, avaliando e orientando suas estratégias de marketing.

Ao adotar esse formato, é possível cobrar pela própria conversa, estabelecendo um horário fixo por semana para discutir a conta, analisar oportunidades e ameaças, e no final do mês apresentar um relatório com a quantidade de horas trabalhadas. O preço por hora de consultoria no Brasil varia de R$30 a R$300, dependendo da experiência e capacitação do profissional.

Análise das opções de cobrança

Cada uma das opções possui suas vantagens e desvantagens. Cobrar um percentual do investimento do cliente pode ser uma forma justa de remuneração, permitindo que a agência cresça junto com o cliente. No entanto, pode não ser vantajoso se o cliente investir pouco em mídia paga. Estabelecer um preço fixo oferece previsibilidade de receita, mas é importante encontrar um valor que compense o esforço e o tempo dedicados ao serviço. Cobrar por hora pode ser uma opção mais adequada para consultorias, mas é necessário estabelecer um valor que seja justo tanto para o cliente quanto para o profissional.

Ao decidir qual opção de cobrança adotar, é fundamental considerar a situação específica de cada cliente e o valor que o serviço de gestão de mídia trará para a empresa. É importante ter clareza sobre os recursos que serão necessários para atender à conta e definir um preço que seja justo para ambas as partes.

Considerações finais

Na hora de definir o valor a ser cobrado pelo serviço de gestão de mídia, é fundamental avaliar as diferentes opções e analisar qual se encaixa melhor na sua realidade e nas necessidades dos seus clientes. Lembre-se de considerar o tempo e os recursos necessários para realizar o trabalho, bem como o valor que o serviço trará para a empresa do cliente. Seja flexível e esteja disposto a ajustar seu modelo de cobrança de acordo com as necessidades de cada cliente.

Cobrar um percentual do investimento, estabelecer um preço fixo ou cobrar por hora são estratégias válidas, e a escolha dependerá do seu modelo de negócio, da sua capacidade operacional e das preferências do seu público-alvo. Independentemente da opção escolhida, lembre-se de comunicar claramente o valor e os benefícios do seu serviço para que os clientes possam tomar uma decisão informada.

Com planejamento e estratégia, é possível encontrar a melhor forma de precificar seus serviços de gestão de mídia e garantir um relacionamento de longo prazo e sucesso com seus clientes.

Start your free trial today!

Try Pipiads free for trial, no credit card required. By entering your email,
You will be taken to the signup page.